As picadas que ajudam no emagrecimento

Algumas agulhas espetadas estrategicamente em determinados pontos do corpo estão sendo utilizadas como tratamento para emagrecer, como uma maneira de diminuir a fome e a ansiedade, por exemplo. A técnica, chamada de acupuntura, equilibra o organismo e estimula a produção de substâncias como a endorfina e serotonina, evitando bloqueios energéticos no corpo.
Quando o fluxo de energia do organismo é deficiente, excessivo ou está bloqueado, a saúde é afetada, resultando em dores e doenças. A acupuntura serve para harmonizar as energias e equilibrar a matéria (corpo). Mas sozinha não cura problemas como o excesso de peso, já que precisa estar associada a dietas e exercícios físicos. “O tratamento age nos processos psicológicos que causam o aumento de peso, como a fome, a ansiedade, o estresse e a compulsão alimentar”, explica Hiaeno Hirata Ayabe, médica acupunturista da Associação Médica Brasileira de Acupuntura (AMBA).
De acordo com Hong Jin Pai, acupunturista e médico responsável pelo Serviço de Acupuntura do Centro de Dor do Hospital das Clínicas, este recurso terapêutico também melhora a constipação (prisão de ventre) e tem efeitos diuréticos, para quem sofre com a retenção de líquidos, comum em 30% das pessoas que estão acima do peso. Também proporciona a sensação de saciedade, de estômago cheio. “De duas a cinco sessões o paciente já começa a sentir melhoras, consegue diminuir a fome e segue a dieta sem erros”, revela.
Outra técnica utilizada na acupuntura é a auricoloterapia, que usa pequenas sementes (como as de mostarda) em pontos estratégicos da orelha para que o paciente possa massagear em casa. “Pressionar as sementes 30 minutos antes das refeições ajuda a diminuir a fome”, garante Hong Jin Pai. Os especialistas afirmam que os resultados no emagrecimento podem ser de dois a três quilos em um mês, dependendo do organismo e da disciplina de cada um.
Tratamento e prevenção
Na sessão de acupuntura, o paciente fica com as agulhas (de ouro, prata ou aço inox) espetadas pelo corpo por cerca de 15 ou 20 minutos, estimulando determinados pontos. As agulhas mandam um estímulo para o cérebro pelas vias nervosas, liberando endorfinas, encefalinas e serotonina, substâncias que causam bem-estar, diminuem a ansiedade e deixam o paciente mais tranqüilo. “O alívio é imediato, assim como comer um chocolate, que nada mais é do que a serotonina”, compara Hiaeno.
Wu Tou Kwang médico acupunturista do Centro de Estudos de Acupuntura e Terapias Alternativas (CEATA) explica que os principais pontos da acupuntura estão abaixo do cotovelo (punhos e mãos) e abaixo do joelho (tornozelos e pés), locais de maior eficácia. “Conforme o tipo de problema, pode até ter efeito imediato, como contra a dor, por exemplo”, informa.
De modo geral, são necessárias de 10 a 15 sessões para diminuir os efeitos ou proporcionar o emagrecimento. A inserção das agulhas deve ser cuidadosa, para não causar lesões. Por isso, procure sempre especialistas. Os médicos poderão identificar a causa do problema com o devido diagnóstico.
A acupuntura é indicada para:
• Dores musculares e articulares, como a artrite reumatóide;
• Dores na coluna, como lombalgias e hérnia de disco;
• Pessoas com sobrepeso e em processo de emagrecimento;
• Edemas;
• Doenças ginecológicas (pequenos miomas, cistos no ovário e infertilidade);
• Ansiedade;
• Compulsão alimentar;
• Depressão;
• Síndrome do pânico;
• Insônia;
• Estresse;
• Gastrite;
• Prisão de ventre;
• Cólica menstrual;
• Tensão pré-menstrual (TPM);
• Sinusite e rinite;
• Dores de cabeça (cefaléia) e enxaqueca.